Total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O imperialismo francês continua


Após a vitória de Hollande representando o Partido Socialista da França, esperava-se uma mudança na política externa levada a cabo pelo direitista Sarkozy, que apoiava as tropas da OTAN nas suas aventuras bélicas e imperiais, além de ter liderado um verdadeiro genocídio na Líbia em troca de concessões de petróleo com o CNT, que nada mais foram que vassalos do imperialismo.

Infelizmente o mesmo episódio da Líbia eles querem repetir na Síria, onde o novo presidente "Socialista" quer a todo custo uma invasão militar para "salvar o povo sírio".
Sabemos bem quais as intenções deles. Em qualquer confronto eles tomam partido de quem serve os interesses de suas corporações, seja governo ou oposição.

A França provou ser uma democracia decadente igual a dos EUA, onde os partidos não tem a mínima coerência ideológica, são basicamente iguais e estão a serviço apenas de sua burguesia nacional, sendo um braço armado da mesma pra conquistar território em outros países com suas justificativas "humanitárias".

Abaixo a falsa democracia burguesa e abaixo o imperialismo!!

 

Um comentário:

  1. OUTRAS FONTES:

    http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/22144/pela+primeira+vez+franca+cogita+intervencao+armada+na+siria.shtml

    ResponderExcluir