Total de visualizações de página

terça-feira, 28 de junho de 2011

Repressão na Europa e prisão de Kadafi mostra quem a OTAN realmente apóia


Segundo notícias recentes, o tribunal internacional emitiu um mandado de prisão ao ditador Líbio, Muamar Kadafi, sob alegação de cometer "crimes contra a humanidade" como, por exemplo, utilizar o Estado como aparelho de repressão de manifestantes e perseguições políticas.

Concordamos que esses atos são malévolos e dignos de penalidades sim, mas... Porque o Tribunal Internacional não pune outros governos tão repressivos quanto o líbio? Por que não apóiam outros grupos revolucionários como os da Espanha, da Grécia ou Portugal?
Há várias questões a serem analisadas antes de responder essas perguntas:

1. O Primeiro erro é achar que os rebeldes líbios são pró-democracia. Não são! Apesar de o governo líbio ser concentrador de poder, os "rebeldes" seguem uma linha ideológica semelhante ao grupo egípcio "Irmandade Mulçumana" ou ao famoso grupo terrorista "Al Qaeda": ambos dotados de um Radicalismo Islâmico, partidários de regimes teocráticos e muitas vezes monárquicos. A bandeira levantada pelos rebeldes é a da Líbia Monarquista.



 2. O Segundo erro é pensar que a quadrilha imperialista da OTAN apóia a democracia. A Al Qaeda de Bin Ladden, a mesma que está por trás de ataques no mundo inteiro, foi financiada pelos EUA (do mesmo modo que ajudam os rebeldes líbios) para lutar contra a União Soviética na invasão contra o Afeganistão. Washington alegava que o grupo liderado por Osama era pró-democracia. Irônico não? O jogo mudou anos depois.
A verdade é que eles apóiam os grupos que lhes favorecem, e que favorecem as empresas e grupos lobbystas que estão por trás do poder dos Estados imperialistas.



Cabe agora responder algumas perguntas...

Sabendo que na Europa existe uma crise, e quem irá pagar esta crise é o povo com: diminuição de salários, aumento de impostos, privatização de serviços gratuitos; e que, esse povo não quer pagar a conta pela crise causada justamente pelos poderosos, pelo Capital especulativo, pela elite do "falho" sistema financeiro atual, eles, por não quererem pagar essa conta, saem às ruas para protestar pacificamente (diferentemente dos rebeldes líbios). Manifestam-se por uma renovação no sistema político e na organização econômica. Grupos apartidários e sem ideologia, simplesmente querendo mudanças.

Vemos até então, inúmeras repressões violentas contra manifestantes na Espanha, Grécia, França e outros países. É claro que a mídia dos poderosos não mostra tudo, mas podemos ver inúmeras filmagens no youtube - algumas amadoras, outras feitas por repórteres.
Triste ver muitos manifestantes desarmados, que seguiram o modelo egípcio de revolução, muitas vezes até mulheres, sendo todos reprimidos com gás lacrimogênio, golpes, pontapés, balas de borracha, e até serem levados presos injustamente.





Por quê o Tribunal Internacional não emite um mandado de prisão para o Governo da Espanha e da Grécia? Por que a OTAN não invade o país em defesa do povo que está sendo reprimido pela polícia? Há, esqueci... muitos desses países fazem parte da OTAN. Além de que, se a Revolução estourar na Europa, os mais poderosos do mundo (os mesmos empresários e grupos que financiam os políticos dos Estados imperialistas) irão perder seu poder. Por isso que não podem de maneira alguma ajudar os manifestantes, e devem apoiar a repressão estatal, pois perderão o poder político, perderão poder sobre o Estado e sobre a mídia se apoiarem.

Os organismos internacionais, tal qual os Estados imperialistas, agem de acordo com os interesses desses grupos corporativos, bancos, e grandes empresas que dominam o sistema financeiro mundial, o Estado, e nos oprimem com seu poder político. Na corporocracia que vivemos, o poder econômico = poder político, e as Revoltas na Europa, se exitosas, são nossa única esperança para o início de uma nova Era de Democracia Verdadeira, do povo governando a si mesmo, sem elites, sem políticos, sem partidos.

Esperamos que isso aconteça breve, e que o povo Grego resista, pois se o povo grego resistir e não pagar a conta das elites mundiais, esse sistema cairá em ruínas, e pela nossa felicidade, os poderosos baqueiros, políticos e empresários lobbystas não mais nos controlarão!!!



Povo europeu: RESISTA!
Faça-o por nós todos!

sexta-feira, 10 de junho de 2011


Os Bombeiros tiveram uma legítima manifestação contra suas péssimas condições de vida. Trabalham muito, num trabalho perigoso e arriscado e ganham pouco.
Esse é um dos piores absurdos do Brasil: pagamos uma brutal carga tributária, mas e aí? Cadê os serviços públicos de qualidade? Cadê a valorização do servidor público? Serviços essencias como saúde, educação e segurança pública estão bastante carentes, principalmente pela péssima valorização de seus profissionais. É... A realidade é bem diferente do que o "Brasil cor-de-rosa" pintado pelo governo.

Pior do que a LEGÍTIMA manifestação dos bombeiros, é o Autoritarismo no Brasil.

Uma coisa é combater o crime e a violência, outra coisa é combater atos políticos, utilizando da violência da repressão, onde os acusados e presos não são criminosos, mas são apenas "presos políticos".

Engraçado que vemos muitas vezes a mídia ou o governo brasileiro dar "moral de cueca" nos outros países, exigindo direitos humanos, liberdade de expressão, e blá-blá-bá. Eu também defendo tudo isso, mas, de que adianta nosso país defender isso se não o cumpre com seus cidadãos? Que adianta a mídia criticar a ditadura Chinesa, Cubana, Iraniana, Líbia, se nem se presta para defender seus conterrâneos, não se presta pra criticar esses atos do governo, ao contrário, muitas vezes chama manifestantes de baderneiros, ou até de terroristas. Terroristas? Não foi disso que chamaram os rebeldes da Líbia, os discidentes cubanos ou os manifestantes da Síria.

Um Governo que manda prender manifestantes perde totalmente sua legitimidade, e fica digno de derrubada armada, de resposta violenta da sociedade à altura de seu autoritarismo estatal.

Essa é a demonstração de "Democracia" dessa corja podre do Sérgio Cabral e do PMDB! Cadê o barulho da imprensa nessa hora? Cadê a defesa dos direitos humanos? Da liberdade de expressão, direito à greve? Esses pseudo-democratas adoram repetir essas palavras ad nauseum e agora vem falar em baderna, vadalismo, etc.


Espero que esse povo se conscientize, principalmente na hora da eleição, pois já que não pode necessariamente derrubar com - legitima - violência à altura esse governo, que derrote nas urnas e mostre que todo poder emana do povo e só por ele pode ser exercido!